Recuperando.Histórias

         Resgate e valorização da cultura capixaba

E agora, José?

Afonso Cláudio
Apaixonado pela história de povos e cidades, José Eugênio Vieira reconhece a extrema importância de deixar o passado registrado em documentos, sejam eles sobre famílias, locais ou órgãos públicos. Sua notável habilidade em descobrir e redescobrir momentos traz grande qualidade aos seus livros, pois para ele contar histórias é mais que um hobbie.

Muito antes de se tornar um experiente escritor, José Eugênio já trazia em si a vontade e o prazer de contar e recontar sobre o cotidiano dos lugares por onde passava. Histórias até então escondidas, às vezes nunca vistas, foram sendo resgatadas, relatadas e escritas por José Eugênio. Assim, fatos que contribuíram para a formação de um determinado povo tiveram seu devido reconhecimento.

Foi dessa forma com sua cidade natal, Afonso Cláudio, no Espírito Santo, cuja história foi detalhadamente registrada por ele. E também com outros locais, uma vez que o autor publicou, ao todo, oito livros sobre temas relacionados à história administrativa, política e econômica de municípios capixabas, além de finanças públicas e heranças familiares.

Em sua vida pessoal e profissional, também fez história. Casado com Elizabeth França Vieira – cuja união gerou dois filhos, Phelipe e Lucas, – José Eugênio construiu um longo e brilhante percurso na área pública, marcado pela integridade e competência. Formado em Economia pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), tem experiência administrativa no exterior (Paris, França) e dedicou grande parte de sua vida, 50 anos, à gestão de instituições públicas brasileiras, sendo reconhecido por sua notável liderança e capacidade de articulação institucional. Atualmente, é superintendente do Sebrae no Espírito Santo.

Além dos livros, é autor de um grande número de artigos. Sua história profissional e conduta pessoal lhe renderam diversas condecorações e 44 títulos de cidadania. Dotado de um espírito investigativo privilegiado e superando as dificuldades corriqueiras em contar o passado, José Eugenio Vieira vem conquistando um espaço importante para a formação e manutenção da história do povo capixaba.

Galeria de Fotos Extras

  • Casa onde nasceu o autor - Fazendo Floresta - 1946
  • Casamento de Dalila e Constantino – Fazenda Floresta - Afonso Cláudio - 1945. (Acervo do autor)
  • Batizado do autor, da esquerda para a direita: seu pai Constantino, minha sua mãe Dalila, padre Paulo de Tarso, madrinha Lita Saleme e vovô Vieira. (Acervo do autor)
  • José Eugênio e sua irmã mais velha Elzira. Aos três anos – Castelo – 1949. José Eugênio e sua irmã mais velha Elzira. Aos três anos – Castelo – 1949. (Acervo do autor)
Imagem de

recuperando histórias © 2012
Enviar Comentário

Nome:    
Email:    
Comentário: